Carlos Jesus Ribeiro

carlos_ribeiro_alb

Cadeira 5

Patrono: Antônio de Oliveira Mendes

Fundador: Carlos Chiacchio

2o. Titular: Antônio Luís Cavalcanti Albuquerque de Barros Barreto

3o. Titular: Carlos Benjamin de Viveiros

4o. Titular: José Silveira

5o. Titular: Guido Guerra

Titular atual: Carlos Ribeiro

Posse em: 31.05.2007

www.carlosribeiroescritor.com.br

Carlos Jesus Ribeiro nasceu em Salvador – Bahia, a 19 de agosto de 1958, filho de Amadeu Alves Ribeiro (1912-1973) e Maria Mirena de Jesus Ribeiro (1925-1981).

Iniciou seus estudos na Escola Santa Tereza, no bairro de Santo Antônio Além do Carmo, Centro Histórico de Salvador, mudando-se, aos oito anos de idade, para o famoso bairro de Itapuã, tema recorrente dos seus contos e romances. Fez o curso ginasial no Colégio Estadual Lomanto Júnior, onde seu pai desempenhava as funções de vice-diretor e professor de português e francês, e o segundo grau nos colégios Central, em Nazaré, e Águia, na Praça da Piedade.

Cursou jornalismo pela escola de Biblioteconomia e Comunicação da Universidade Federal da Bahia, onde se formou, em 1981. Fez mestrado e doutorado em Teoria da Literatura, no Instituto de Letras da UFBA, sobre aspectos da lírica e de crítica social na obra do cronista Rubem Braga.

Autor de contos, romances e ensaios, tem resenhas, artigos, entrevistas e reportagens publicados em suplementos culturais e revistas literárias de Salvador e de outros estados, a exemplo de A Tarde Cultural, Revista da Academia de Letras da Bahia, Revista da Bahia, Exu, Qvinto Império e jornal Rascunho, de Curitiba. Em 1988 venceu o concurso de contos promovido pela Academia de Letras da Bahia, com originais intitulados Vozes do tempo. Desde 1998, co-edita a revista de arte, crítica e literatura Iararana.

Como jornalista, dedicou-se durante 15 anos ao trabalho de divulgação científica. Participou de expedições à Antártida e ao Amazonas e visitou diversas reservas naturais brasileiras, a exemplo dos parques nacionais de Monte Pascoal, Chapada Diamantina, Abrolhos (BA), Lençóis Maranhenses (MA) e Emas (GO); estações ecológicas do Raso da Catarina (BA), Aiuaba (CE) e do Parque Natural do Caraça (MG), entre outros, sobre os quais escreveu reportagens para revistas do Brasil e do exterior, dentre as quais se destacam Ciência Hoje, Revista Geográfica Universal,Ecologia & Desenvolvimento, Geomundo (EUA) e BBC Wildlife (Inglaterra).

Trabalhou durante 14 anos na Fundação Cultural do Estado da Bahia, no Departamento de Literatura e Documentação e no Projeto História dos Bairros de Salvador, onde realizou trabalho de pesquisa sobre o bairro de Itapuã; e no Museu de Ciência e Tecnologia, onde exerceu o cargo de assessor de imprensa. Atuou durante três anos, de 2000 a 2003, como repórter cultural do jornal A Tarde, do qual é colaborador.

Em 2007 passou em concurso para o Centro de Artes, Humanidades e Letras da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB, onde exerce a função de professor adjunto, de coordenador editorial da revista acadêmica Recôncavos (www.ufrb.edu.br/reconcavos) e coordenador do projeto de pesquisa Jornalismo literário: um olhar mais humano sobre as gentes, a natureza e os costumes do Recôncavo Baiano. Ocupa a cadeira nº 05 da Academia de Letras da Bahia.

Livros publicados:

  • Já vai longe o tempo das baleias— (contos) — Salvador: Fundação Cultural da Bahia, 1982.
  • Chapada Diamantina — com Jorge Amado, Luiz Claudio Marigo e Roy Richard Funch — São Paulo: AC&M Editora, 1985.
  • O homem e o labirinto— (contos) — Salvador: BDA Bahia, 1995.
  • O chamado da noite— (romance) — Rio de Janeiro: Sette Letras, 1997.
  • O visitante noturno— (contos) — Salvador: Secretaria da Cultura, 2000.
  • Caçador de ventos e melancolias: um estudo da lírica nas crônicas de Rubem Braga— (ensaio) — Salvador: Edufba, 2001.
  • Abismo— (romance) — São Paulo: Geração Editorial, 2004.
  • Lunaris— (romance) — Salvador: Banco Capital/EPP Publicidades, 2007.
  • À luz das narrativas: escritos sobre obras e autores— (artigos e resenhas literárias) — Salvador: Edufba, 2009.
  • Contos de sextafeira— (contos e crônicas) —Salvador: Assembléia Legislativa da Bahia, 2010.
  • Fazedores de tempestade — (minicontos) — Rio de Janeiro: Multifoco, 2012.
  • Um século de jornalismo na Bahia 1912-2012 — Salvador: Solisluna, 2012.
  • Viva Saveiro — com Nilton Souza e Pedro Bocca — Salvador: Solisluna, 2013
  • Rubem Braga: um escritor combativo – a outra face do cronista lírico — (Ensaio) — Rio de Janeiro: Booklink, 2013.

Participa das antologias:

  • Oitenta — (contos e poemas) —Salvador: BDA Bahia, 1996. Org. Aleilton Fonseca e Carlos Ribeiro.
  • Geração 90: Manuscritos de computador — (contos) —São Paulo: Boitempo, 2001. Org. Nelson de Oliveira.
  • Com a palavra o escritor — (depoimentos) — Salvador: Fundação Casa de Jorge Amado / Casa de Palavras, 2002. Org. Carlos Ribeiro.
  • Chico Buarque do Brasil — (artigos, ensaios e poemas) — São Paulo: Garamond, 2004. Org. Rinaldo de Fernandes.
  • Antologia de contos e crônicas de autores baianos contemporâneos. Salvador, 2004. Org. José Carlos Barros.
  • Contos cruéis. São Paulo: Geração Editorial, 2006. Org. Rinaldo de Fernandes.
  • Antologia panorâmica do conto baiano – século XX. Ilhéus: Editus – UESC, 2006. Org. Gerana Damulakis.
  • Quartas histórias — (contos) — Rio de Janeiro: Garamond, 2006. Org. Rinaldo de Fernandes.
  • Capitu mandou flores: contos para Machado de Assis nos cem anos de sua morte. São Paulo: Geração Editorial, 2008. Org. Rinaldo de Fernandes.
  • Portal: Solaris — (contos de ficção-científica) — Rio de Janeiro, 2008. Org. Nelson de Oliveira.
  • 82: Uma Copa, quinze histórias — (contos) —  Anajé: Casarão do verbo, 2013. Org. Mayrant Gallo.
  • Cunha de Leiradella: um autor sob duas bandeiras — Paraíba: Editora da UFPB/Navegar Editora, 2013. Org. Sônia Maria van Dijck Lima e José Pereira de Oliveira.
  • Autores Baianos: um panorama — Salvador: P55 Edições, 2013.

Coordenação

  • Oitenta — (contos e poemas) —Salvador: BDA Bahia, 1996. Org. Aleilton Fonseca e Carlos Ribeiro.
  • Iararana – revista de arte, crítica e literatura, fundada em 1998.
  • Com a palavra o escritor — (depoimentos) —Salvador: Fundação Casa de Jorge Amado / Casa de Palavras, 2002. Org. Carlos Ribeiro.
  • Recôncavos — revista acadêmica do Centro de Artes, Humanidades e Letras da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia / UFRB — Cahoeira, fundada em 2007.
  • Escritos sobre cinema: trilogia de um tempo crítico— (crítica cinematográfica) —Textos selecionados de André Setaro. Rio de Janeiro: Azougue, 2010.
  • Rubem Braga. Coleção Melhores Crônicas — (crônicas) — São Paulo: Editora Global, 2013. Seleção e prefácio: Carlos Ribeiro.

 

Discurso de posse.
Discurso de recepção.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s