Edivaldo Boaventura

eb

Cadeira 39

Patrono: Francisco de Castro

Fundador: Clementino Rocha Fraga

Titular atual: Edivaldo Boaventura

Posse em: 06.08.1971

www.edivaldoboaventura.com.br

Nascido em Feira de Santana, Bahia, a 10 de dezembro de 1933, filho de Osvaldo Abreu Boaventura e Edith Machado Boaventura. Fez o curso secundário com os jesuítas, no Colégio Antonio Vieira, o de bacharel em Direito (1959) e em Ciências Sociais (1969) na Universidade Federal da

Bahia (UFBA) Doutorou-se em Direito e obteve a docência livre em Economia Política (1964) pela mesma Universidade e cursou o Institut International de Planification de l’Éducation – UNESCO (1971/1972), em Paris. É mestre em Educação (1980) e Ph.D. (1981) pela The Pennsylvania State University. Diplomou-se pelo curso de Altos Estudos de Política e Estratégia, ESG (1989).

Após o curso Técnico em Desenvolvimento Econômico, trabalhou na Sudene (1961/63). Foi juiz do Trabalho (1963/70). Em 1960, iniciou a carreira docente, ingressando na Escola de Administração da UFBA, em 1962, como professor assistente. Como adjunto, implantou a Assessoria de Planejamento e participou da reforma universitária com o reitor Roberto Santos. Em 1971, alcançou o último cargo da carreira acadêmica, com o concurso para professor titular da Faculdade de Educação da UFBA. Coordenou o Mestrado em Educação e, como membro do Conselho de Coordenação, presidiu a Câmara de Ensino de Pós-Graduação e Pesquisa. Membro do Conselho de Educação da Bahia nos governos de Luiz Viana Filho e João Durval Carneiro, foi duas vezes secretário da Educação e Cultura da Bahia, quando criou e exerceu a reitoria da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Em 1991, voltou ao Conselho de Educação e coordenou a implantação do Doutorado em Educação da UFBA. Em 1996, passou a diretor-geral do jornal “A Tarde”.

Como escritor, é membro efetivo e atual presidente da Academia de Letras da Bahia, membro da Academia de Letras Jurídicas da Bahia, membro da Academia Brasileira de Educação, membro da Academia de Letras de Feira de Santana, benemérito da Conquistense, correspondente da de Campos do Jordão e das Letras e Artes Mater Salvatoris. É sócio do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Instituto Geográfico e Histórico da Bahia e do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil. Pertence à Ordem e Instituto dos Advogados da Bahia, à Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED). Alumni Fellow da Penn State University. É Comendador (1971) e Grande Oficial da Ordem do Infante Dom Henrique, Officier de l’Ordre des Palmes Académiques, Donato di Devozione di Seconda Classe da Soberana e Militar Ordem Hospitalar de Malta, Oficial da Ordem do Mérito Militar. Possui as medalhas da Cruz de Malta, Mérito Tamandaré, Machado de Assis, Mérito Educacional Barão de Macaúbas, Mérito Cultural Castro Alves, Amigo da Marinha, Maria Quitéria e do Patriarca e é Cidadão Honorário de vários municípios baianos.

Livros Publicados:

  • Introdução ao enquadramento sindical
  • Incentivos ao desenvolvimento regional. Salvador: Faculdade de Direito, Universidade da Bahia, Salvador.
  • Ordenamento de idéias. Salvador: Estuário, 1969.
  • Universidade em mudança: problemas de estrutura e de funcionamento da educação superior. Salvador: Imprensa Oficial da Bahia, 1971.
  • O departamento na universidade: Salvador: Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 1971.
  • L’Enseignement Supérieur à Bahia: étude de la réforme de l’evolution des efectifs et du fInancement de l’Université Fédérale de Bahia au Brésil. Paris: IIEP/UNESCO, 1972.
  • Problemas da educação baiana. Salvador: Universitária, 1977.
  • Espírito de julgamento: ensaios em prol da cultura. Salvador: Universitária, 1978.
  • The legal framework of Brazilian education. The Pennsylvania State University, State College (PA): 1980.
  • A study of the legal functions and responsibilities of the State Council of Education of Bahia, Brazil, from 1963 to 1975. – The Pennsylvania State University, State College, 1981.
  • A segunda casa. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1984.
  • Pela causa da educação e da cultura: Salvador: Secretaria da Educação e Cultura, 1984.
  • Papéis e personalidades de baianos. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1985.
  • (Org.) Pedro Calmon:vida e glória. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, Salvador: Secretaria de Estado da Educação e Cultura da Bahia/Academia de Letras da Bahia, 1986. 248p.
  • Universidade e multiversidade. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1986.
  • Tempos construtivos. Salvador: Arpoador, 1987.
  • Tempo de educar: pronunciamentos sobre educação e cultura, 1984 e 1985. Salvador: Secretaria de Educação e Cultura, 1987.
  • Como ordenar as idéias. São Paulo: Ática, 1988. (Princípios, 128); 2. ed. São Paulo: Ática, 1988. (Princípios, 128); 3. ed. São Paulo: Ática, 1993. 59p. (Princípios, 128); 4. ed. São Paulo: Ática, 1995. (Princípios, 128); 5. ed. São Paulo: Ática, 1997. (Princípios, 128); 6. ed. São Paulo: Ática, 1999. (Princípios, 128); 7. ed. São Paulo: Ática, 1999. (Princípios, 128); 8. ed. São Paulo: Ática, 2002. (Princípios, 128).
  • Gente da Bahia. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1990.
  • (Org.) Homenagem a Luiz Viana Filho. Brasília: Centro Gráfico do Senado Federal, 1991.
  • O Conselho de Educação da Bahia: 1963 e 1967. Salvador: Conselho Estadual de Educação da Bahia, 1993.
  • As etapas do doutorado. Salvador: Universidade do Estado da Bahia, 1994.
  • Encontro com a educação. Salvador: Universidade Federal da Bahia, 1996.
  • Estudos sobre Castro Alves. Salvador: Universidade Federal da Bahia/Empresa Gráfica da Bahia, 1996.
  • (Org.). Políticas municipais de educação. Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia, 1996.
  • A educação brasileira e o direito. Belo Horizonte: Nova Alvorada, 1997.
  • O parque estadual de Canudos. Salvador: Secretaria de Cultura e Turismo, 1997.
  • Porto de abrigo: diário de uma viagem a Macau. Petrópolis: Vozes, 1998.
  • UFBA: trajetória de uma universidade, 1946-1996: o Centenário de Edgar Santos e o Cinqüentenário da Universidade Federal da Bahia. Salvador: EGBA, 1999.
  • O Território da palavra, Salvador: Ianamá, 2001.
  • Metodologia da Pesquisa: Monografia, Dissertação e Tese. São Paulo: Atlas, 2004.
  • (Org.). O terreiro, a quadra e a roda: formas alternativas de educação da criança negra em Salvador. Salvador: Editora da Universidade do Estado da Bahia, 2004. Em colaboração com Ana Célia da Silva.
  • O Solar Góes Calmon. Salvador: Academia de Letras da Bahia, 2004.
  • (Org.). Cruz Rios: jornalista por vocação. Salvador: P & A, 2004.
  • Castro Alves: um parque para o poeta. Salvador: Secretaria de Cultura e Turismo/EGBA, 2006.
  • O cordel da vida: biografia, curriculum vitae, memorial, site e homepage. Salvador: Faculdade Apoio, 2007. 498 p.
  • (Org.) O centenário de Luiz Viana Filho, 1908-2008. Salvador: Instituto Geográfico e Histórico da Bahia; Academia de Letras da Bahia, 2008. 100 p.
  • A construção da Universidade baiana: origens, missões e afrodescendência. Salvador: Edufba, 2009. 272 p.
  • (Org.) Jorge Calmon – o jornalista. Salvador: Quarteto/Instituto Geográfico e Histórico da Bahia. 2009. 301p.
  • Na trilha de Pedro Calmon. Salvador: Quarteto, 2010, 330 p.
  • A convivência acadêmica. Salvador: Quarteto, 2012, 502 p.
  • Portugal, um pais denso. Salvador: Quarteto, 2013, 254 p.
  • Maria Beltrão e a arqueologia na Bahia: o projeto central. (Org.)  Salvador: Quarteto, 2014, 118 p.
Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s