Três meninas e uma ciranda

refRuy Espinheira Filho

Para mim, que sou muito mais velho, são mesmo meninas. Três meninas envolvidas numa ciranda chamada poesia: Mônica Menezes, Ângela Vilma, Kátia Borges. Três poetas em três livros lançados este ano: de Mônica, Estranhamentos; de Ângela, Poemas para Antonio; de Kátia, Ticket zen. Os dois primeiros, pela P55 Edições, na coleção Cartas Bahianas; o terceiro, pela Escrituras.

Ler poesia é uma das experiências mais maravilhosas da vida ─ e também das piores. Porque, se nos eleva a alma quando de boa qualidade, quando ruim é uma abominação. E, infelizmente, o que mais encontramos é poesia ruim; porque, para não ser ruim, ela tem que ser boa, pois a que fica na faixa do mais-ou-menos, ou “razoável”, é também ruim.

Por isso a gratificação que senti ao ler os livros aqui citados. Mônica Meneses é o lirismo quase em estado puro, do princípio ao fim. Vamos lendo, lendo, e nos comovendo. E, de repente, deparamos com uma obra-prima de simplicidade e vigor lírico: “Sandália de tiras”: “trançar as tiras/atar os laços/vestir o véu/guardar o sonho/suster o abraço/ganhar o céu/voar bem alto/erguer no espaço/um carrossel”.

Achados admiráveis estão também, em vários momentos, na poesia de Ângela Vilma. Como no comovente “Meus sapatos brancos”, que se fecha com estes versos: “Tão sozinhos, após aquelas festas/Em que tu à minha espera serenava o mundo.//Agora que teu rosto desmente tudo/Só meus sapatos de menina ainda te buscam.” Ou como no fim de outro poema: ”Nada em mim rouba/A esperança dos sentidos/Que se resvalam de tua roupa/Para dentro de meus vestidos.”

Em Kátia Borges encontramos a afirmação de um forte caráter poético. Não há fraquezas, cansaços, jamais. Somos levados por ela a refletir sobre a condição humana, como quando lemos, por exemplo, “Lição”: “Contigo aprendi,/como no refrão de um bolero,/que todo amor é isso,/aquilo e aquilo outro/e, mais, as pérolas/que mastigam os porcos.”

E assim nos falam as três meninas da ciranda de poesia. Que os homens que escrevem poemas na Bahia tratem logo de ir pondo suas barbas de molho…

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s