Academia presta homenagem ao centenário de Olga Mettig e Diógenes Rebouças

Para marcar os cem anos da educadora Olga Pereira Mettig e do arquiteto Diógenes de Almeida Rebouças, celebrados respectivamente nos dias 6 e 7 de maio, a Academia de Letras da Bahia realizou no último dia 26/06, uma palestra com o historiador e acadêmico Francisco Senna sobre a vida e obra destes dois baianos.

O evento foi um reconhecimento da comunidade acadêmica pelas contribuições prestadas por Olga Mettig para o desenvolvimento da Educação no estado e de Diógenes Almeida para a arquitetura local.

Biografias

Olga Pereira Mettig, nascida em Cachoeira, veio estudar em Salvador no ano de 1933, diplomando-se em magistério na Escola Normal da Bahia. A partir desta experiência, diplomou-se também mais tarde em Pedagogia pela Universidade Federal da Bahia e fez carreira no magistério estadual, ensinando e dirigindo escolas. Posteriormente, com a experiência no ensino público, fundou o Colégio Nossa Senhora do Carmo, e em seguida dedicou-se à docência do ensino superior.

Diógenes de Almeida Rebouças, natural de Amargosa, no Recôncavo baiano, foi arquiteto, urbanista, professor, pintor e agrônomo. Como arquiteto, integrou a equipe do Escritório do Plano de Urbanismo da Cidade de Salvador (EPUCS) e foi professor da área na Universidade Federal da Bahia por mais de três décadas (1980-1954). Primeiro presidente do Departamento da Bahia do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-BA), é também co-autor, junto com Paulo Antunes Ribeiro, do projeto do Hotel da Bahia, uma das obras da arquitetura moderna baiana mais conhecidas internacionalmente e considerada, na época, uma das mais importantes da Bahia e do Brasil.

Confira abaixo as fotos do evento.

Anúncios

Prêmio Nacional de Poesia encerra inscrições com número recorde de candidatos

A Academia de Letras da Bahia encerrou, ao fim do mês de maio, as inscrições para o Prêmio Nacional Academia de Letras da Bahia de Literatura – Poesia 2013.  Até o último dia 30, período em que ainda chegavam inscrições, foram registrados 364 candidatos inscritos para esta edição do concurso, totalizando representantes de 21 estados mais o Distrito Federal.

A Bahia foi o estado com o maior número de candidatos inscritos, seguida por São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná.

tabela

Porcentagem de inscritos por região.

O Prêmio Nacional Academia de Letras da Bahia de Literatura – Poesia 2013, é um tradicional concurso literário patrocinado pela Braskem e, a partir deste ano, também pela Petrobras. O prêmio existe há mais de 30 anos e tem como objetivo revelar talentos e proporcionar maior visibilidade a escritores brasileiros, além de ser o mais importante concurso literário da Bahia e um dos de maior prestígio no Brasil.