Sessão especial marcou bicentenário de Antônio Ferrão Moniz de Aragão

No último dia 10 de julho, a Academia de Letras da Bahia realizou uma sessão especial para marcar os 200 anos de nascimento do patrono de cadeira número 17, o filósofo baiano Antônio Ferrão Moniz de Aragão (1813 – 1887). A sessão especial foi conduzida pelo acadêmico João Eurico Matta, que destacou a vida e obra deste intelectual cuja vida foi dedicada aos estudos filosóficos, reconhecido como introdutor e um dos principais divulgadores da filosofia positivista de Auguste Comte no Brasil.

Segundo Matta, Ferrão Moniz, que defendeu brilhantemente o feminismo e o regime de governo republicano, mostra-se, na maturidade de seus escritos, não mais o “cético” ou o “materialista” dos “Diários” da juventude, mas um deísta, no dizer dos Profs. Francisco Pinheiro Lima Júnior e Dinorah Berbert de Castro, “adepto de uma religião naturalista, admirador do cristianismo, julgado mui benfazejo à humanidade”.

Dentre as principais produções de Antônio Ferrão Moniz de Aragão se destacam as obras Catálogo Geral das Obras de Sciências e Litteratura e Classificação Methodica e Encyclopedica dos Conhecimentos Humanos.
A sessão especial em homenagem a Ferrão Moniz é aberta ao público.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s