Abertura de seminário reúne autoridades acadêmicas e religiosas

A abertura do V Siala – Seminário Internacional Acolhendo as Línguas Africanas, na noite de segunda-feira, 22 de setembro, na Academia de Letras da Bahia, contou com as presenças do reitor da Uneb José Bites de Carvalho, da vice-reitora Carla Liane, da pró-reitora de Ações Afirmativas e de Diversidade Cultural Marta Valéria Almeida Santana, da coordenadora da Secretaria Especial de Assuntos Internacionais da Uneb e acadêmica Yeda Pessoa de Castro e do secretário da Promoção da Igualdade Racial Raimundo Nascimento, além do presidente da Academia de Letras da Bahia escritor Aramis Ribeiro Costa, dentre outras autoridades acadêmicas e religiosas.

O evento, promovido pela Universidade do Estado da Bahia – Uneb, prossegue, até o dia 26, com ampla programação de palestras, conferências, minicursos e apresentações culturais, no Teatro Uneb,  com o objetivo de valorizar as línguas negroafricanas que foram faladas no Brasil, discutir conceitos cristalizados de cultura, identidade, raça, etnia e promover o interesse por esses estudos tanto no meio acadêmico quanto entre as comunidades afrobrasileiras. Visa também dialogar com as tecnologias da informação e comunicação como proposição para contribuir no ensino-aprendizagem da historia e das culturas afrobrasileira e africanas.

Anúncios

Alain Saint-Saëns é empossado membro correspondente da ALB

O poeta, historiador, dramaturgo, crítico literário e tradutor francês, radicado no Paraguai, Alain Saint-Saëns foi empossado membro correspondente da Academia de Letras da Bahia em cerimônia realizada na última terça-feira, 23 de setembro, na sede da ALB.

O acadêmico Aleilton Fonseca ressaltou na oração de saudação a extensa produção literária e acadêmica do escritor, com mais de vinte livros publicados em espanhol, inglês e francês, e a contribuição prestada por ele na divulgação da literatura baiana no Paraguai onde desempenha a função de Diretor de Relações Internacionais na Universidade do Norte, em Assunção.

A cerimônia contou com a presença da esposa e filho do escritor (Lourdes e Zinedine Saint-Saëns)) e dos acadêmicos Carlos Ribeiro, Luis Antonio Cajazeira Ramos, João Eurico Matta, Myriam Fraga e do presidente Aramis Ribeiro Costa.

Os Gerais São Sem Tamanho: Cartografias do sertão rosiano

Evelina Hoisel

Desde que apareceu na cena cultural brasileira, a vasta produção literária de João Guimarães Rosa tem suscitado uma série de indagações que perpassa diversos campos do conhecimento e contempla as interpretações mais díspares e antagônicas. Isso se deve à própria confguração paradoxal desses textos, em que “tudo é e não é”, pois “este mundo é muito misturado”, como afrma o narrador protagonista de Grande sertão: veredas (1967), Riobaldo Tatarana.

Continuar lendo

ALB inaugura placa em homenagem aos patronos

A Academia de Letras da Bahia inaugurou, na última quinta-feira, 18 de setembro, a placa em homenagem aos patronos de suas Cadeiras, no Salão Nobre Magalhães Neto. O evento teve como orador o acadêmico e ex-presidente Edivaldo M. Boaventura que destacou os principais aspectos da vida e da produção intelectual dos 40 patronos, dentre os quais estão grandes nomes das letras e da história da Bahia e do Brasil, a exemplo de Frei Vicente de Salvador (1567-1639), Gregório de Mattos e Guerra (1636-1696), Alexandre Rodrigues Ferreira (1756-1815), Junqueira Freire (1832-1855), André Rebouças (1838-1898), Castro Alves (1847-1871) e Francisco Mangabeira (1879-1904).

 A iniciativa foi destacada pelo presidente da Academia, escritor Aramis Ribeiro Costa, como um registro de grande importância para a memória da instituição fundada em 7 de março de 1917. Em 2013, nesta mesma gestão, já havia sido inaugurada a primeira placa, com os nomes dos sócios fundadores. Outro passo importante, segundo o presidente, será a edição do Dicionário biobliográfico da Academia de Letras da Bahia a ser realizada até o centenário da instituição, em 2017.

Compôs a mesa, durante a cerimônia, a ex-reitora da UFBA Eliane Azevedo, os acadêmicos Myriam Fraga, Edivaldo M. Boaventura, Aramis Ribeiro Costa e Roberto Santos, a quem coube fazer o descerramento da placa sob os aplausos do público presente.

Romance de Ruy Espinheira FIlho será relançado

O romance Ângelo Sobral desce aos infernos, do escritor e acadêmico Ruy Espinheira Filho, ganha nova edição e será relançado na quinta-feira, 18/9,  na Livraria Cultura do Salvador Shopping, a partir das 19h.

Publicado pela primeira vez em 1985, o romance ganha agora uma revisão pelo próprio autor, que sempre acreditou que a história merecia um novo tratamento, que evidenciasse ainda melhor os conflitos do personagem principal – um escritor, já maduro, que passa a registrar num caderno suas impressões sobre os sentimentos e o mundo à sua volta, após a perda da mulher.

Mestre em Ciências Sociais, jornalista e professor da Universidade Federal da Bahia (UFBA), o autor tem vasta obra publicada em poesia e prosa adultas, além de trabalhos infanto-juvenis e teóricos, como os que desenvolveu sobre o trabalho de Mário de Andrade e Manuel Bandeira. Ruy é vencedor de diversos prêmios, dentre os quais Jabuti, Cruz e Sousa e Prêmio Rio de Literatura, este por Ângelo Sobral Desce Aos Infernos.

 

Lançamento em Salvador – 18/09, quinta-feira, das 19h às 21h30

Livraria Cultura – Salvador Shopping
Avenida Tancredo Neves, 2915 – Caminho das Árvores
(71) 3505-9050                    www.giostrieditora.com.br

convite_Angelo_Sobral__Salvador

Fotos do acervo bibliográfico do Convento São Francisco: raridade ameaçada de extinção.

Registro fotográfico e textual de peças raras do acervo iconográfico e bibliográfico do Convento São Francisco, apresentado pelos freis Walter Schreiber, teólogo e Superior do Convento, e Marcos Almeida, professor e pesquisador de História da instituição, na Academia de Letras da Bahia, no dia 11 de setembro de 2014.