Antonio Torres é eleito para vaga de João Ubaldo Ribeiro

A Academia de Letras da Bahia elegeu por unanimidade, no último dia 30 de outubro, o escritor baiano Antonio Torres. O autor de clássicos da literatura contemporânea, como Essa terra, Um táxi para Viena d´Áustria e Meu querido canibal foi eleito para a cadeira de número 9, ocupada anteriormente pelo também romancista baiano João Ubaldo Ribeiro. Antonio Torres declarou por telefone ao presidente da ALB, Aramis Ribeiro Costa, sua alegria por integrar essa instituição que o aproximará ainda mais da Bahia, sua terra natal.

O romancista baiano nasceu em Junco, atual município de Sátiro Dias e cenário de alguns dos seus romances, a exemplo de O cachorro e o lobo e Essa terra, seu maior sucesso. Torres, que tem livros publicados em Cuba, Argentina, França, Alemanha, Estados Unidos, Albânia e Bulgária, entre outros países, foi condecorado pelo governo francês, em 1998, com a ordem “Chevalier des arts e des lettres”, por suas obras publicadas no país, e ganhou o prêmio Machado de Assis (2000) e o Zaffari e Bourbon (2001). Além de 11 romances, publicou um livro de contos, um livro infantil e um de crônicas, perfis e memórias. Membro da Academia Brasileira de Letras, sua obra é editada pela Record.

 

Anúncios