Academia de Letras da Bahia, Braskem e Petrobras entregam Prêmio Nacional ALB

petrobrasbraskem


Clarissa Macedo

A Academia de Letras da Bahia, Petrobras e Braskem fizeram a entrega oficial do Prêmio Nacional Academia de Letras da Bahia – Poesia 2013, na terça-feira, 28, no Palacete Góes Calmon, em Nazaré. A vencedora desta edição é a escritora baiana Clarissa Moreira de Macedo. Ela foi premiada em R$ 20 mil e a publicação do livro Na Pata do Cavalo Há Sete Abismos, pela editora 7 Letras. O evento contou com o lançamento da obra premiada, em sessão de autógrafos.

O Prêmio Nacional Academia de Letras da Bahia (ALB), patrocinado pela Braskem e pela Petrobras, tem como objetivo revelar talentos e proporcionar maior visibilidade a escritores brasileiros. Este ano a premiação recebeu 412 inscrições, oriundas de 23 estados, sendo 45% da Região Nordeste, 37% da Região Sudoeste, 9% da Região Sul, 6% Centro-Oeste e 2% da Região Norte.

A escritora Clarissa Macedo é natural de Salvador, mas mora em Feira de Santana. É licenciada em Letras Vernáculas (UEFS), mestre em Literatura e Diversidade Cultural pela mesma instituição e doutoranda em Literatura e Cultura pela UFBA. É autora do livro O trem vermelho que partiu das cinzas (2014).

A primeira edição do Prêmio Nacional Academia de Letras da Bahia de Literatura ocorreu no ano de 1983 e desde lá tem proporcionado visibilidade às obras dos autores premiados como Evaldo Balbino (Amores oblíquos), Roberval Pereyr (Mirantes), Ordep Serra (Ronda: oratório malungo), Otto Leopoldo Winck (Jaboc), Rodrigo Petrônio Ribeiro (Venho de um país selvagem), Luís Antônio Cajazeira Ramos (Temporal, temporal), Antônio Brasileiro (Dedal de Areia), Aleilton Fonseca (O canto da Alvorada), Jorge de Souza Araújo (Floração de imaginários: o romance baiano no século XX) e Gláucia Lemos (O riso da raposa),  dentre outros.

 

Anúncios