ALB e AL/BA promovem lançamento de novo livro do escritor Ruy Espinheira Filho

Difundir e preservar a literatura baiana. Esse foi o intuito da parceria conjunta entre a Assembleia Legislativa do Estado da Bahia e Academia de Letras da Bahia ao promover, na última terça-feira (18.08), no Palacete Góes Calmon, sede da ALB, o lançamento do novo livro do escritor e imortal Ruy Espinheira Filho, Poemas de amor e morte. 

Ao todo, a publicação reúne 132 textos do autor dedicados às temáticas referidas no título. Esta é a quarta antologia de Ruy Espinheira Filho, que integra o volume 10 da ‘Coleção Mestres da Literatura Baiana’. “Este livro são poemas que escrevi durante a vida inteira. Que se referem ao amor e à morte, como extremos da vida. Você não pode viver sem amar, assim como não ter a consciência da morte. É uma maneira, inclusive, de lidar com isso. Foram esses extremos que me moverem a compor essa ideologia”, explicou o escritor.

O acadêmico Aramis Ribeiro Costa, ocupante da Cadeira nº 12, enobreceu as qualidades intelectuais do confrade. “Quem ganha é a literatura baiana; é a cultura da Bahia. Essa maestria, esse talento, identificado por toda o Estado, e agora também por todo o Brasil do grande poeta que Ruy Espinheira Filho é, tem se mantido ao longo de décadas, e permanecerá muito além de todos nós. É uma grande honra para o País ter Ruy como poeta”, destacou.

Na oportunidade, a presidente da ALB, Evelina Hoisel, falou sobre a união exitosa entre a instituição e a AL/BA. “Sem dúvida, teremos o lançamento de novos volumes desta Coleção”, apontou.

Sobre o autor:

Um dos mais premiados escritores do país, Ruy Espinheira Filho já publicou mais de 30 títulos. Sua produção passa por poesia, ficção, ensaios sobre Jorge de Lima, Mário de Andrade e Manuel Bandeira. Entre seus livros publicados estão: As sombras luminosas (1981), vencedor do Prêmio Nacional de Poesia Cruz e Sousa;  Memória da chuva (1996); finalista do Prêmio Nestlé de Literatura Brasileira e do Prêmio Jabuti, ambos em 1997; Prêmio Ribeiro Couto, da União Brasileira de Escritores, em 1998. Elegia de agosto e outros poemas (2005), que recebeu  o Prêmio Academia Brasileira de Letras de Poesia, 2006.

  • Confira a biografia completa de Ruy Espinheira Filho, clicando aqui.
Anúncios