Escritor Ruy Espinheira Filho fala sobre poesia na ALB

O escritor e imortal da Academia de Letras da Bahia, Ruy Espinheira Filho, ocupante da Cadeira nº 17, falou, na última quinta-feira (17.10), para os acadêmicos da ALB sobre a sua trajetória na poesia e na literatura. O ato ocorreu no Palacete Góes Calmon, no bairro de Nazaré.

“Literatura e vida para mim são a mesma coisa. É uma coisa tão interior; instintiva, que fica até difícil falar disso; a não ser no próprio texto escrito. Anima é a minha fonte de inspiração. Literatura é a vida”, expressou Ruy Espinheira Filho.

Na oportunidade, o escritor leu uma passagem do seu mais novo livro de poemas, intitulado Noite Alta e outros poemas, a ser lançado no próximo dia 29 de outubro, na sede da ALB.

Sobre o autor:

 Um dos mais premiados escritores do país, Ruy Espinheira Filho já publicou mais de 30 títulos. Sua produção passa por poesia, ficção, ensaios sobre Jorge de Lima, Mário de Andrade e Manuel Bandeira. Entre seus livros publicados estão: As sombras luminosas (1981), vencedor do Prêmio Nacional de Poesia Cruz e Sousa;  Memória da chuva (1996); finalista do Prêmio Nestlé de Literatura Brasileira e do Prêmio Jabuti, ambos em 1997; Prêmio Ribeiro Couto, da União Brasileira de Escritores, em 1998. Elegia de agosto e outros poemas (2005), que recebeu  o Prêmio Academia Brasileira de Letras de Poesia, 2006.

  • Confira a biografia completa de Ruy Espinheira Filho, clicando aqui.
Anúncios