João Carlos Teixeira Gomes fala sobre O Labirinto de Orfeu

O jornalista, poeta e imortal da Academia de Letras da Bahia, João Carlos Teixeira Gomes, ocupante da Cadeira nº 15, falou, na última quinta-feira (08.10), para os acadêmicos da ALB sobre o seu mais novo livro. Intitulado de O Labirinto de Orfeu, a obra é uma coletânea composta por 146 poemas autorais, em que o conhecido “Pena de Aço” avalia a importância da poesia na vida humana e analisa os principais recursos usados na elaboração de um poema. O ato ocorreu no Palacete Góes Calmon, no bairro de Nazaré.
 Joca, como carinhosamente é conhecido, foi um dos fundadores do Jornal da Bahia, em 1958, e é autor de obras como Gregório de Mattos, o Boca de Brasa e a biografia Gláuber Rocha - Esse Vulcão, além do polêmico Memórias das Trevas - Uma devassa na vida de Antônio Carlos Magalhães, sobre o ex-governador da Bahia. 
Anúncios