Seminário 100 anos com Calasans destaca atuaçāo do intelectual baiano

CARTAZ_CALASANS (6)

Dentre as atividades comemorativas do centenário do professor José Calasans (1915-2015) é proposto o Seminário 100 anos com Calasans. Este evento acadêmico, que acontece entre os dias 24 e 26 de novembro, no Museu Eugênio Teixeira Leal (Pelourinho), inscreve-se na programação do Ano Calasans, de julho a dezembro de 2015, tendo como promotores a Universidade do Estado da Bahia, a Academia de Letras da Bahia, a Universidade Federal da Bahia, Universidade Católica do Salvador, o Museu Eugênio Teixeira Leal.

O seminário objetiva reverenciar a obra cultural do Prof. José Calasans e revisitar sua produção escrita nos vários campos em que se empenhou, proporcionando a pesquisadores, professores e alunos um ambiente de celebração de memória e, ao mesmo tempo, de desenvolvimento das temáticas do auto-intitulado mestre jagunço. O evento constará de conferências e mesas redondas. Paralelamente, ocorrerão mostras de fotografia, filmes, lançamento de livros e exposição de escritos do homenageado, ao lado de objetos pessoais.

Sobre José Calasans 

O Prof. José Calasans marcou sua trajetória intelectual, de modo inovador, com um novo enfoque para os estudos sobre Canudos, deslocando a visão sobre este campo de saber para sua vertente oral, o que possibilitou a manifestação direta dos atores populares do conflito, na voz dos sobreviventes ao massacre.

A abordagem de Calasans, distanciando-se da primazia das fontes escritas canônicas, pôs em destaque a memória não-escrita dos vencidos e antecipou-se, na prática, à vigência de teóricos renomados como Claude LeFort e Jacques LeGoff. Até então, a referência histórica privilegiada e transformada em acesso único na matéria era Os sertões, de Euclides da Cunha, baliza que será deslocada pelo autor de No tempo de Antônio Conselheiro. Sua admiração pelo escritor fluminense não o impedirá de reativar a circulação de outras fontes emudecidas, tanto acadêmicas como as de cunho popular do imaginário da guerra.

Destacou-se, ainda, o mestre dos estudos canudianos em vários ramos da pesquisa social, em temas da religiosidade indígena, estudos folclóricos e perfis biográficos de personalidades baianas e sergipanas, além de memórias de instituições diversas. Realizou larga docência nos dois Estados, orientando dezenas de dissertações e teses sobre o fulcro de sua dedicação, o povo e a história de Canudos.

ORGANIZAÇÃO:
UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA – UFBA
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SALVADOR – UCSAL
ACADEMIA DE LETRAS DA BAHIA – ALB
MUSEU EUGÊNIO TEIXEIRA LEAL – METL
INSTITUTO GEOGRÁFICO E HISTÓRICO DA BAHIA – IGHB

SEMINÁRIO 100 ANOS COM CALASANS 

Data: 24 a 26 de novembro de 2015
Local: Museu Eugênio Teixeira Leal – Pelourinho

Objetivo: celebrar o centenário de nascimento do professor José Calasans com vistas à revisitação de sua obra cultural

Eixos de reflexão
1. José Calasans: imagens
2. José Calasans: Canudos e a história oral
3. José Calasans: temas não canudianos
4. José Calasans: docência, pesquisa, instituições

Público alvo: Pesquisadores, historiadores, professores, estudantes e público interessado.
Inscrições: 10 de outubro a 23 de novembro de 2015

Atividades

24.11.2015
Local: Museu Eugênio Teixeira Leal – Pelourinho.

9:00h: Abertura: Reitores UNEB, UFBA, UCSAL, Museu Eugênio Teixeira Leal, Academia de Letras da Bahia, Madalena Calasans.
10:00h: Atividade artístico-cultural
10:30h: Conferência: “José Calasans: o intelectual, seu tempo e legado”;
Professor Roberto Santos

14:00h: Credenciamento

15:00h: Conferência: José Calasans, Canudos: Narrativas da guerra e da saga de Antônio Conselheiro

Walnice Galvão – Professora Emérita da FFLCH-USP

16:30h: Exibição do documentário: Expedição Calasans a Canudos

Diretor: José Alex Oliveira

Lançamento de livros
Exposição iconográfica

25.11.2015

9:00 às 11:30h:
Mesa-redonda: José Calasans: imagens
Luiz Paulo Neiva – UNEB (Coordenador)
Edivaldo Machado Boaventura – UFBA / ALB / IGHB
Cândido da Costa e Silva – UCSAL
Maria de Lourdes Ornellas – UNEB

14:00 às 16:00h
Mesa-redonda: José Calasans e Canudos em perspectiva histórica
Aurélio Lacerda – UFBA (Coordenador)
Manoel Neto – CEEC-UNEB
Sérgio Guerra – UNEB / Conselho Estadual de Educação da Bahia
Lina Aras – UFBA

16:15 às 18:00h
Documentário (comentado):
José Calasans – tradutor do sertão
Diretor Carlos Pronzato

26.11.2015

9:00 às 11:30h
Mesa-redonda: José Calasans: docência, pesquisas e Instituições
Evelina Hoisel – Academia de Letras da Bahia / UFBA (Coordenadora)
Pedro Barboza – UCSAL
Eliene Dourado Bina – Museu Eugênio Teixeira Leal
Jairo Carvalho do Nascimento – UNEB
Lizir Arcanjo

14:00 às 16:00h

Mesa-redonda: José Calasans: Canudos, temas não canudianos e outras narrativas
Roberto Dantas – UNEB (Coordenador)
Dionísio Nóbrega – Escritor
Oleone Coelho Fontes – Escritor
José Carlos Pinheiro – CEEC-UNEB
Léa Santana – UNEB

16:15 às 18:00h
Encerramento:
Cantoria Tributo a Calasans
Gereba e convidados.

Organização
Luiz Paulo Neiva – UNEB (Coordenador)
Aurélio Lacerda – UFBA (Coordenador Adjunto)
Evelina Hoisel – Academia de Letras da Bahia / UFBA
Iraci Rocha – UNEB
Maria de Lourdes Ornellas – UNEB
Manoel Neto – UNEB
Sergio Guerra – UNEB
Pedro Barboza – UCSAL
Eliene Bina – Museu Eugênio Teixeira Leal

Fonte: Universidade do Estado da Bahia (Uneb)

Anúncios