ALB apoia inauguração do primeiro acervo de livros brasileiros na Itália

Primo Fondo Libri Brasiliani a Massafra Foto locandina

Através do patrocínio da Academia de Letras da Bahia (ALB), a cidade de Massafra, na Itália, será sede, a partir do dia 19 de fevereiro, da primeira biblioteca com acervo de livros brasileiros em língua original. Intitulada biblioteca Comunale “P.Catucci”, o objetivo da iniciativa, segundo a instituição baiana, é aproximar culturalmente os dois países.

O material se compõe de obras de literatura clássica e contemporânea, traduções, livros infantis, em idioma português ou bilíngue, sendo inicialmente composto por obras de autores, na maioria baianos, como Jorge Amado, Antônio Torres, Myriam Fraga, Edivaldo Boaventura, Aleilton Fonseca, Florisvaldo Mattos, Carlos Ribeiro, Evelina Hoisel, Luiz Antonio Cajazeira Ramos, Glaucia Lemos, Fernando da Rocha Peres, entre outros.

Localizado dentro do castelo medieval da cidade, o projeto, idealizado pelo vereador italiano Giovanni Ventura, terá ainda o apoio da administração municipal, que considerou Massafra como ponto de referência de diálogo intercultural no sul da Itália. A inauguração do acervo coincide com o ano do centenário do nascimento de uma escritora ítalo-brasileira, Zélia Gattai, filha e neta de imigrantes italianos.

Na solenidade de abertura, a ALB será representada pelo membro correspondente da entidade na Itália e responsável pela organização deste primeiro conjunto de livros, Antonella Rita Roscilli, brasilianista, pesquisadora e escritora italiana. Participam também da cerimônia o prefeito de Massafra, Martino Carmelo Tamburrano; o secretario de Cultura Antonio Cerbino; o presidente da Associação Italiana Biblioteche-Puglie Waldemaro Morgese; e o conselheiro municipal Giovanni Ventura, responsável pela biblioteca. Maiores informações através do endereço eletrônico (em italiano).

Anúncios