João Carlos Teixeira Gomes lança livro sobre trajetória profissional

JOCA Lançamento do livro e comemoração dos 80 anos de nascimento

O jornalista e escritor João Carlos Teixeira Gomes, ocupante da Cadeira número 15 de Academia de Letras da Bahia, lançará no dia nove de março (quarta-feira), na livraria Cultura do Salvador Shopping, às 16:30 horas, o seu novo livro, A Brava Travessia, memórias, viagens e artigos do Pena de Aço. Na ocasião, Joca, como é conhecido pelos amigos, estará celebrando os seus oitenta anos de vida.

No livro, o autor conta como enfrentou e venceu perseguições, vinganças, retaliações políticas e tribunais militares, mas fala também do seu amor pela música, pela pintura e pelas artes em geral, além da fatos pessoais da sua vida como professor universitário e episódios marcante vividos dentro de uma redação de jornal.

A Brava Travessia, que tem prefácio de Sebastião Nery e análise do escritor Edmílson Caminha, da Academia Brasiliense de Letras, se divide em três partes, pela junção das quais o autor cobre uma substancial parcela da sua trajetória profissional. O novo livro do escritor baiano é enriquecido pela publicação de fotos abundantes e possui cerca de 470 páginas, sendo editado pela Caramurê Publicações, de Fernando Oberlandaer.

Sobre o autor

Jornalista profissional desde 1958, quando participou do lançamento do matutino “Jornal da Bahia”, em Salvador, João Carlos Teixeira Gomes é um dos integrantes da “Geração Mapa”, criada no Colégio Central em 1954 e integrada por nomes como os de Glauber Rocha, João Ubaldo Ribeiro, Fernando da Rocha Peres, Fernando Rocha, Ângelo Roberto, Carlos Anísio Melhor, Jaime Cardoso, Silva Dultra, Sônia Coutinho, Lina Gadelha e Paulo Gil Soares. O grupo dedicou-se a várias atividades literárias e artísticas na Bahia, despontando Glauber Rocha como o criador do Cinema Nova e importante diretor do cinema internacional, com filmes como “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, “O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro”, “A Idade da Terra” e “Terra em Transe”.

João Carlos Teixeira Gomes, que ganhou no Rio o apelido de “Pena de Aço” por sua luta jornalística pela ética na política e pela liberdade de imprensa, é autor de obras como romance, contos, poesias, artigos, biografias, ensaios e relatos de viagens. Entre seus livros mais conhecidos estão Glauber Rocha, esse vulcão, A Tempestade Engarrafada, O Telefone dos Mortos, O Labirinto de Orfeu, Gregório de Matos, o Boca de Brasa, Memórias das Trevas e Assassinos da Liberdade.

Anúncios