Edilene Matos assume Cadeira nº 13 da ALB

A Academia de Letras da Bahia elegeu, nesta segunda-feira (25.07), a imortal que assumirá a Cadeira nº 13, antes de posse da poeta Myriam Fraga, falecida em fevereiro deste ano, aos 78 anos. A professora da Universidade Federal da Bahia Edilene Dias Matos foi a escolhida para assumir o lugar na instituição literária. Ela trabalhou na Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), onde fundou o núcleo de literatura de cordel. Possui um importante e pioneiro trabalho sobre oralidade.
“Insisto que os escritores, poetas, ensaístas, vocês todos, fazem parte daquele grupo de artistas cujo trabalho é incansável com as palavras, gestos, a imagem. Esta casa é o abrigo certo para estes artistas”, disse ela, durante a sessão. No dia 15 de agosto, os imortais da ALB elegem o novo confrade da Cadeira n º 22, que era ocupado pelo escritor Clóvis Lima, que faleceu em março de 2016, aos 102 anos.

Sobre a acadêmica

Edilene Dias Matos concluiu o doutorado em Comunicação e Semiótica/Literaturas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo em 1999. Tem Pós-Doutorado em Literatura/Cultura Brasileira pela USP – Instituto de Estudos Brasileiros (2000-2002). Tem Pós-Doutorado (2012- 2013) pela Université Paris-Ouest Nanterre La Défense (França).

Anúncios