Academia de Letras da Bahia lamenta falecimento de Geraldo Machado

 

divulgação Senar

A Academia de Letras da Bahia (ALB) lamenta profundamente o falecimento do acadêmico Geraldo Machado Magalhães ocorrido na tarde deste sábado (06.08), no Hospital Aliança, em Salvador (BA). O velório será realizado neste domingo, no cemitério Jardim da Saudade, na capital baiana. Haverá missa às 14h30 e a cremação acontecerá às 15h30. Geraldo Machado ocupava, desde 2003, a Cadeira nº 4 da Academia de Letras da Bahia, cujo patrono é o poeta português Sebastião da Rocha Pita. A ALB decretou luto oficial de três dias.

Além de imortal da Academia de Letras da Bahia, Geraldo Machado foi membro do Conselho Estadual de Cultura; do Conselho da Fundação Casa de Jorge Amado, do Conselho da Fundação para o Desenvolvimento das Ciências e foi agraciado com o título de Comendador da Ordem do Mérito da Bahia, outorgado pelo Governo do Estado, em 1983.

Nascido em 1946 e formado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal da Bahia (Ufb), em 1969, Geraldo Magalhães Machado ocupou inúmeros cargos de chefia no Estado. Assumiu a superintendência geral da Fundação Luís Eduardo Magalhães, órgão que ajudou a fundar; além da Secretaria da Indústria e Comércio e Mineração e da Fundação Cultural do Estado da Bahia. Um dos seus últimos trabalhos foi à frente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Leia mais sobre o intelectual, clique aqui.,69 anos,

Anúncios