ALB homenageia Edgard Santos e Roberto Santos em Seminário

Autoridades e acadêmicos baianos se reuniram na última segunda-feira (12.09), na sede da Academia de Letras da Bahia, no bairro de Nazaré, em Salvador, para homenagear um dos mais expoentes intelectuais brasileiros, o médico Edgard Santos, responsável pela fundação, em 1946, da Universidade Federal da Bahia, da qual foi o primeiro reitor.

O encontro, que integrou a programação do Seminário Relendo Edgard Santos, encerrado na terça-feira (13.09), após iniciativa conjunta entre ALB e Universidade Federal da Bahia, contou com a participação de renomados nomes do ensino, das artes e das ciências na Bahia, como o reitor da Ufba, João Carlos Salles, o antropólogo Ordep Serra, o educador Edivaldo M. Boaventura, além dos professores João Eurico Matta e Fernando da Rocha Peres.
“Edgard Santos possui uma obra de muitas dimensões, mas um legado merece destaque: a Universidade Federal da Bahia. Com a sua lucidez e energia enfrentou muitas dificuldades para erigir e consolidar esta instituição, o que nos reforça a acreditar que o seu pensamento continua vivo e os seus temas – continuadamente – merecem ser discutidos”, destacou Ordep Serra, coordenador do evento.

Os tributos ao pensador baiano tiveram início no dia 08 de setembro, na Reitoria da Ufba, com o festival de livros de autores baianos e o recital da Orquestra Sinfônica e do Madrigal da Ufba, sob a regência do maestro José Maurício Brandão. Já no dia 13, foi a vez do ex-governador do Estado (1975 a 1979), Roberto Santos, filho de Edgard, ser lembrado por sua trajetória profissional. Ele que completou 90 anos no dia 15 de setembro formou-se também em medicina em 1949 e, assim como seu pai, exerceu o cargo de reitor da Ufba de 1967 a 1971.

Na sala dos Conselhos da Reitoria da UFBA, as diversas instituições parceiras – UFBA, Academia de Letras da Bahia, Academia de Ciências da Bahia, Academia Baiana de Educação, Academia de Medicina da Bahia e o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia – celebraram os 90 anos do acadêmico Roberto Santos, promovendo uma releitura de sua vasta produção acadêmica e cultural a partir de três eixos temáticos: Roberto Santos: o pesquisador; o reformador da UFBA; o memorialista. Foram palestrantes os acadêmicos Joaci Goés, Edivaldo Boaventura, Professor Emérito da UFBA, a Professora Eliane Azevedo, ex-Reitora da UFBA, e a Profa. Marluce Moura.

Anúncios