Coleção relança 13º obra da literatura baiana

Nomes como o de Jorge Medauar, Guido Guerra, Ruy Espinheira Filho, Wilson Lins, João Carlos Teixeira Gomes (Joca), dentre outros, encabeçam a lista de escritores que tiveram obras relançadas a partir de uma parceria entre a Academia de Letras da Bahia (ALB) e a Assembleia Legislativa do Estado (AL/BA). Ao todo, 13 livros já integram a Coleção Mestres da Literatura Baiana. O último foi lançado nesta quarta-feira (24.5), no Palacete Góes Calmon, sede da ALB, reunindo uma série de poemas de Sósigenes Costa, baiano natural do município de Belmonte.
“Ele foi o ganhador do primeiro Prêmio Jabuti de Poesia”, disse o organizador da antologia, Aleilton Fonseca, em alusão ao mais importante prêmio literário do Brasil. “O nome dele não pode faltar à literatura brasileira”, acrescentou. Costa faleceu em 1968, aos 66 anos. A Coleção Mestres da Literatura Baiana privilegia tanto escritores já falecidos quanto os ainda em atividade.

Com o objetivo de difundir e preservar a literatura baiana, a parceria entre as instituições já dura quase 30 anos, e retoma a edição de obras já esgotadas no mercado editorial. “Tanto a Academia de Letras da Bahia quanto a AL/BA têm cumprido o papel de preservar a memória de textos imprescindíveis para a cena literária do Estado”, revelou Evelina Hoisel, presidente da Academia. Ela contou ainda que a dificuldade de publicação – devido ao baixo número de editoras no Estado – torna essa iniciativa ainda mais grandiosa para o cenário cultural baiano.

Por sua vez, Délio Pinheiro, assessor para Assuntos de Cultura da Assembleia, também presente ao evento, reiterou a vontade de perpetuar essa cooperação entre instituições. “Mais que uma parceria, nós estamos formando uma tradição. Espero que não se esgote tão cedo, porque como toda tradição, ela deve ser mantida”, indicou, revelando que a AL/BA prevê o lançamento em breve de outras duas publicações, incluindo uma do arquiteto Paulo Ormindo, membro  da Academia de Letras da Bahia.

Anúncios