Academia de Letras da Bahia lamenta o falecimento de Moniz Bandeira

Com grande pesar, a Academia de Letras da Bahia comunica o falecimento do professor, historiador e cientista político Luiz Alberto de Viana Moniz Bandeira, membro correspondente da ALB, ocorrido na sexta-feira (10.11), na Alemanha. Um dos mais notáveis intelectuais brasileiros e um pioneiro no estudo das relações internacionais, ele estava radicado na cidade alemã de Heidelberg e era cônsul honorário do Brasil. Ele tinha 81 anos. Deixa sua esposa, Margot Bender, e o filho, Egas.

Em 2015, Moniz Bandeira foi indicado ao Prêmio Nobel de Literatura pela União Brasileira de Escritores (UBE), em reconhecimento pelo seu trabalho como “intelectual que vem repensando o Brasil há mais de 50 anos”. Em 2016, foi homenageado na UBE com o seminário “80 anos de Moniz Bandeira”, ocasião em que sua obra foi destacada por importantes personalidades do meio acadêmico, político e diplomático.

Além de influente intelectual, Moniz Bandeira teve uma importante trajetória de militância política, filiado ao Partido Socialista Brasileiro. Sua posse como membro correspondente na Academia de Letras da Bahia ocorreu em 8 de agosto de 2000.

Anúncios