Governo lusitano homenageia o professor Edivaldo Boaventura

D. Solange e Lídia Boaventura com o cônsul Jorge Cabral (Foto: A TARDE).

O governo português, por meio do Consulado Geral no Brasil, condecorou nesta sexta-feira, 15, o educador Edivaldo Boaventura com a Ordem da Instrução Pública no grau de Comendador, pelos serviços prestados à educação e cultura nos dois países de língua portuguesa. Professor emérito da Universidade Federal da Bahia (UFBa), membro das academias de Letras e de Ciências no estado, Boaventura é também ex-diretor geral de A TARDE, onde ainda atua como articulista.

A cerimônia de entrega da honraria pelo embaixador português no Brasil, Jorge Cabral, foi realizada no auditório do Centro de Estudos Afro-Orientais (CEAO) da Ufba, com a presença de diversos representantes dos meios acadêmico e científico. A condecoração foi recebida por Lídia Boaventura Pimenta, pró-reitora de Planejamento da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e que representou o pai na cerimônia, ao lado da mãe, Solange Boaventura.

Parceria

A apresentação do homenageado coube ao acadêmico Joaci Goés, que destacou a figura do professor Boaventura como “nome exponencial da educação no Brasil e um dos mais ostensivos amigos de Portugal, fomentador da parceria cultural e afetiva entre os dois países”. Para o cônsul Jorge Cabral, tal relação se construiu, se consolidou e cresce a olhos vistos.

O evento integra o projeto multicultural Bahia-Portugal: pontos que nos unem, realizado ao longo dos últimos dois meses em Salvador pelo consulado português na Bahia, com o objetivo de celebrar e aprofundar a histórica ligação, conforme explicou a cônsul Nathalie Viegas.

**Matéria publicada originalmente no portal de A TARDE.