ALB realiza sessão especial em homenagem a Guilherme Radel

A Academia de Letras da Bahia realiza no dia 6 de junho, às 18 horas, uma sessão especial em homenagem ao escritor e acadêmico Guilherme Requião Radel, falecido este ano. A cerimônia terá como orador o próprio presidente da ALT, Joaci Góes.

Guilherme Radel nasceu em 7 de fevereiro de 1930, em Itapagipe, Salvador, formando-se como engenheiro civil e engenheiro eletricista pela Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia. Exerceu atividades múltiplas na vida, como escritor, engenheiro, professor, empresário e pecuarista.

Sua bibliografia surpreende pela diversidade de temas e interesses. Nos livros A cozinha sertaneja da Bahia, (1ª edição e 2ª edição), A cozinha praiana da Bahia (1ª edição e 2ª edição) e A cozinha africana da Bahia (1ª edição e 2ª edição) aborda de forma leve, mas com profundidade, tópicos históricos, sociológicos, etnológicos, econômicos, ecológicos e científicos. Em suas impressões sobre viagem realizada a Cuba, fornece dados históricos, sucessos e insucessos da revolução cubana, formando uma compreensão do ambiente político-social que reina na ilha, analisando as consequências da indefinição de seu futuro.

No livro Aprendiz de fazendeiro, verdadeiro guia de pecuária, enfatiza os ensinamentos dirigidos a pequenos produtores que se dedicam à caprino-ovinocultura. Na área técnica, escreveu A obra pública ou um dos diálogos que Platão não escreveu, que se tornou um clássico entre as publicações técnicas, com 13 edições, entre outros títulos. Fez ainda uma incursão pelo teatro, com A partida, drama em dois atos; pelo romance, no livro A longa viagem; na poesia, na memória e na crônica.
Ocupou, na ALB, a cadeira de número 3, que tem como Patrono Manuel Botelho de Almeida, como fundador o poeta Arthur de Sales, e como antecessores Eloywaldo Chagas de Oliveira e Anna Amélia Vieira Nascimento.

Anúncios